Indigo & Cristal

Indigo & Cristal
POR SERMOS ESPECIAIS
As crianças Índigo denunciam todas as estruturas fracas, frágeis e ultrapassadas existentes na sociedade actual. Com este trabalho os Índigo abrem caminho vibracional para os meninos Cristal. Estes continuarão depois o trabalho com energias mais subtis orientando o futuro de uma forma diplomata e amorosa.

Quando uma criança Índigo perde a ligação com a mãe Terra, perde o seu centro e por isso o seu equilíbrio. Deve nessa altura fazer uma meditação. Utilize sons da natureza para o ajudar a estabelecer a ligação o mais rápido possível. Repita o exercício várias vezes por semana e se possível sempre a mesma hora. Sobre tudo dê o exemplo, já que é por exemplo demonstrado que pode conseguir com paciência que este exercício passe a fazer parte integrante do dia a dia da criança ou jovem adolescente.

Uma criança Cristal perde o centro se exposta a situações que provocam o encerramento do chakra do coração, ou exposta a situações que perturbem gravemente o seu sistema emocional. Para equilibrar o seu sistema, este deve ficar mais tempo ligado à natureza.

A vibração índigo, centrada no 3º chakra tenta estar em contacto com tudo o que o rodeia e tem a capacidade de perceber tudo com verdade. A vibração Cristal quer deixar o individual e mudar para a perspectiva grupal, estão centrados no chakra do coração. A criança Cristal está centrada no coração por isso mais perto das emoções.

Tem um estreito contacto com tudo o que vive e se manifesta no planeta.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

O CONTACTO ENTRE PAIS E FILHOS

Antes de uma alma encarnar na Terra ela seleciona um local e a família que preencherá as suas necessidades espirituais de crescimento e evolução. Vocês podem estar certos que as vossas crianças os selecionaram por uma razão que as conduzirá ao crescimento delas assim como também ao vosso, pois estes contratos de alma são sempre de natureza mútua.
Os pais se responsabilizam por criar a alma que chega a seu corpo jovem assim como protegê-la e dar-lhe tudo o que necessita para sobreviver no plano material. Os pais também se responsabilizam por ajudar no desenvolvimento de quaisquer habilidades e talentos que possam fazer parte da missão espiritual da criança neste planeta.


A criança, por sua vez, responsabiliza-se em ajudar os pais a elevarem a sua consciência através da convivência com uma alma de vibração superior e de mais profunda sabedoria. Este é o caminho natural da evolução, onde a alma da criança está sempre numa espiral superior de evolução e podendo, portanto, auxiliar os pais a também evoluírem. Mas os pais necessitam estar conscientes desta dádiva. Tantos pais adormecidos vêem suas crianças como seres vulneráveis, que necessitam ser controladas e moldadas, que são incapazes de ver a sabedoria e a dádiva que vem com cada criança.
Na futura Nova Terra, cada criança que nascer será reconhecida por sua sabedoria como alma. E os pais estarão conscientes de seu contrato com a criança, e buscarão cumpri-lo juntamente com suas obrigações materiais para o bem estar físico da criança.



Criança Índigo
Os pais que aceitam apoiar e criar uma criança da vibração Índigo concordaram em ser os zeladores de uma alma que traz uma nova forma de energia para o Planeta.
Crianças Índigo são almas pioneiras e seus pais acordaram em juntarem-se a eles para serem os pioneiros de novas formas de vida familiar e comunitária.
A missão da alma da criança é questionar e desafiar velhas formas e criar o caminho para a manifestação de novas formas. Uma criança Índigo é também sensível, amorosa, talentosa e intuitiva. Os pais responsabilizam-se em encontrar formas de estimular esta sensível e bela energia e ajudar no desenvolvimento dos dons e talentos da criança até ao ponto que puderem.

A criança, por sua vez, se compromete a ser a instrutora de novos caminhos. Mas para fazer isto precisa desafiar e questionar os velhos caminhos. A criança Índigo faz isto de duas maneiras. Primeiramente, ele ou ela questiona ou desafia todos os sistemas de crenças e “regras” que vocês ou qualquer outra pessoa tente impor a elas. Desta forma elas lhes mostrarão o que funciona para elas e o que não, e dependerá de vocês, como pais, ouvirem e aprenderem,e não tentarem impor a vossa vontade a elas.
O segundo método de ensinamento é a criança prover um “espelho” para os pais. A criança aceita os padrões disfuncionais que os pais estão a fazer prevalecer nas suas vidas. Estes padrões têm geralmente a ver com a baixa auto-estima e a não aceitação do eu. É por isto que tantos Índigos entram em padrões auto-destrutivos de abuso de drogas e promiscuidade sexual. Eles estão refletindo de volta à suas famílias e comunidades os padrões auto-destrutivos que eles aprenderam.

É também por isto que muitos pais de Indigos lutam com os padrões de comportamento aparentemente destrutivos dos adolescentes Índigos. Os pais precisam compreender que necessitam examinar os seus próprios padrões destrutivos e começar a vivenciar padrões mais amorosos e revigorantes que auxiliem a si e à suas crianças. Quantos pais preenchem suas mentes e corpos com pensamentos e substâncias tóxicas e gastam seu tempo com trabalhos que não gostam, anulando os seus verdadeiros sentimentos? A vossa criança Índigo o alertará disto e será o vosso guia para libertá-los destas formas de ser aprendidas e herdadas. Elas vos ajudarão a despertarem para quem e o que vocês são e para o que vocês são capazes quando são verdadeiros consigo mesmos.



Crianças Cristal
A criança da vibração Cristal traz um tipo diferente de contrato com os pais. Pode-se dizer que onde as Índigo são a equipe de demolição, as Cristal são os construtores. É por isto que Índigos e Cristais encarnam com tanta freqüência na mesma família. Isto permite que sejam removidas as velhas estruturas e as novas sejam construídas.
Mas uma criança Cristal é um ser de vibração muito alta e a missão de sua alma inclui trabalhar na Rede Planetária Cristal e manter a energia para facilitar a mudança global. Assim sendo, o contrato com a criança Cristal é ainda mais desafiador para os pais que precisam compreender que esta pequena criança é também uma alma sábia e poderosa cujo trabalho se estende além dos estreitos perímetros da família.



É por isto que as crianças Cristal estão frequentemente estressadas e superenergizadas. Elas estão trabalhando com as energias daqueles à sua volta, não apenas ao nível familiar, mas também ao amplo nível comunitário. O desafio é dos pais em compreenderem a natureza do trabalho do ser e alma da criança Cristal e tentarem apoiá-los de acordo.
Em retorno, a criança Cristal auxiliará no crescimento espiritual dos pais. A criança Cristal é capaz de “atrair” para a vida dos pais as pessoas e eventos que os pais necessitam para seu desenvolvimento. Isto é porque a consciência da criança Cristal frequentemente se estende de forma muito ampla e pode localizar e atrair aqueles seres que poderão ser mais benéficos naquele momento para a família. Portanto, pais de crianças Cristal frequentemente se encontram numa trilha de acelerado crescimento e desenvolvimento que é a dádiva de sua criança.


O crescimento espiritual irá auxiliar mais frequentemente a criar um nível superior de consciência dentro da família e também a criar novas formas de interação familiar e respeito. O ensinamento mais poderoso aqui é o da “Igualdade do ser”. A criança Cristal presenteia a família com energias poderosas, amorosas e criativas. É o “equivalente” dos pais e precisa ser tratada com exatamente o mesmo amor, respeito e honra.
No futuro, as crianças serão consideradas como iguais e com “direitos” iguais na família e não apenas como dependentes. As crianças serão consultadas nos assuntos familiares que as afete e lhes serão dadas opções e escolhas. Este é o ensinamento delas e seu contrato com vocês, como pais – honra, respeito, apoio e amor, que é mutuo e mutuamente benéfico.

CRIANÇAS INDIGO E CRISTAIS... o espíritismo também responde!


Entrevista de Divaldo Pereira Franco ao Programa Televisivo O Espiritismo Responde, da União Regional Espírita – 7ª Região, Maringá, em 21.03.2007.

Espiritismo Responde – Um de seus mais recentes livros publicados tem por título “A Nova Geração: A visão Espírita sobre as crianças índigo e cristal”. Quem são as crianças índigo e cristal?
Divaldo – Desde os anos 70, aproximadamente, psicólogos, psicoterapeutas e pedagogos começaram a notar a presença de uma geração estranha, muito peculiar.
Tratava-se de crianças rebeldes, hiperativas que foram imediatamente catalogadas como crianças patologicamente necessitadas de apoio médico. Mais tarde, com as observações de outros psicólogos chegou-se à conclusão de que se trata de uma nova geração. Uma geração espiritual e especial, para este momento de grande transição de mundo de provas e de expiações que irá alcançar o nível de mundo de regeneração.
As crianças índigo são assim chamadas porque possuem uma aura na tonalidade azul, aquela tonalidade índigo dos blue jeans (Dra. Nancy Ann Tape).
O índigo é uma planta da Índia (indigofera tinctoria), da qual se extrai essa coloração que se aplicava em calças e hoje nas roupas em geral. Essas crianças índigo sempre apresentam um comportamento sui generis.
Desde cedo demonstram estar conscientes de que pertencem a uma geração especial. São crianças portadoras de alto nível de inteligência, e que, posteriormente, foram classificadas em quatro grupos: artistas, humanistas, conceituais e interdimensionais ou transdimensionais.
As crianças cristal são aquelas que apresentam uma aura alvinitente, razão pela qual passaram a ser denominadas dessa maneira.
A partir dos anos 80, ei-las reencarnando-se em massa, o que tem exigido uma necessária mudança de padrões metodológicos na pedagogia, uma nova psicoterapia a fim de serem atendidas, desde que serão as continuadoras do desenvolvimento intelecto-moral da Humanidade.

ER – Essas crianças não poderiam ser confundidas com as portadoras de transtornos da personalidade, de comportamento, distúrbios da atenção? Como identificá-las com segurança?

Divaldo – Essa é uma grande dificuldade que os psicólogos têm experimentado, porque normalmente existem as crianças que são portadoras de transtornos da personalidade (DDA) e aquelas que, além dos transtornos da aprendizagem, são também hiperativas (DTAH), mas os estudiosos classificaram em 10 itens as características de uma criança índigo, assim como de uma criança cristal.
A criança índigo tem absoluta consciência daquilo que está fazendo, é rebelde por temperamento, não fica em fila, não é capaz de permanecer sentada durante um determinado período, não teme ameaças…
Não é possível com essas crianças fazermos certos tipos de chantagem. É necessário dialogar, falar com naturalidade, conviver e amá-las.
Para tanto, os especialistas elegem como métodos educacionais algumas das propostas da doutora Maria Montessori, que criou, em Roma, no ano de 1907, a sua célebre Casa dei Bambini, assim como as notáveis contribuições pedagógicas do Dr. Rudolf Steiner. Steiner é o criador da antroposofia. Ele apresentou, em Stuttgart, na Alemanha, os seus métodos pedagógicos, a partir de 1919, que foram chamados Waldorf.
A partir daquela época, os métodos Waldorf começaram a ser aplicados em diversos países. Em que consistem? Amor à criança. A criança não é um adulto em miniatura. É um ser que está sendo formado, que merece o nosso melhor carinho. A criança não é objeto de exibição, e deve ser tratada como criança. Sem pieguismo, mas também sem exigências acima do seu nível intelectual.
Então, essas crianças esperam encontrar uma visão diferenciada, porque, ao serem matriculadas em escolas convencionais, tornam-se quase insuportáveis. São tidas como DDA ou DTAH. São as crianças com déficit de atenção e hiperativas. Nesse caso, os médicos vêm recomendando, principalmente nos Estados Unidos e na Europa, a Ritalina, uma droga profundamente perturbadora. É chamada a droga da obediência.
A criança fica acessível, sim, mas ela perde a espontaneidade. O seu cérebro carregado da substância química, quando essa criança atinge a adolescência, certamente irá ter necessidade de outro tipo de droga, derrapando na drogadição.
Daí é necessário muito cuidado.
Os pais, em casa (como normalmente os pais quase nunca estão em casa e suas crianças são cuidadas por pessoas remuneradas que lhes dão informações, nem sempre corretas) deverão observar a conduta dos filhos, evitar punições quando errem, ao mesmo tempo colocando limites. Qualquer tipo de agressividade torna-as rebeldes, o que pode levar algumas a se tornar criminosos seriais. Os estudos generalizados demonstram que algumas delas têm pendores artísticos especiais, enquanto outras são portadoras de grandes sentimentos humanistas, outras mais são emocionais e outras ainda são portadoras de natureza transcendental.
Aquelas transcendentais, provavelmente serão os grandes e nobres governantes da Humanidade no futuro.
As artísticas vêm trazer uma visão diferenciada a respeito do Mundo, da arte, da beleza. Qualquer tipo de punição provoca-lhes ressentimento, amargura que podem levar à violência, à perversidade.
ER – Você se referiu às características mentais, emocionais dessas crianças. Elas têm alguma característica física própria? Você tem informação se o DNA delas é diferente?
Divaldo – Ainda não se tem, que eu saiba, uma especificação sobre ela, no que diz respeito ao DNA, mas acredita-se que, através de gerações sucessivas, haverá uma mudança profunda nos genes, a fim de poderem ampliar o neocórtex, oferecendo-lhe mais amplas e mais complexas faculdades. Tratando-se de Espíritos de uma outra dimensão, é como se ficassem enjauladas na nossa aparelhagem cerebral, não encontrando correspondentes próprios para expressar-se. Através das gerações sucessivas, o perispírito irá modelar-lhes o cérebro, tornando-o ainda mais privilegiado.
Como o nosso cérebro de hoje é um edifício de três andares, desde a parte réptil, à mamífera e ao neocórtex que é a área superior, as emoções dessas crianças irão criar uma parte mais nobre, acredito, para propiciar-lhes a capacidade de comunicar-se psiquicamente, vivenciando a intuição.
Características físicas existem, sim, algumas. Os estudiosos especializados na área, dizem que as crianças cristal têm os olhos maiores, possuem a capacidade para observar o mundo com profundidade, dirigindo-se às pessoas com certa altivez e até com certo atrevimento… Têm dificuldade em falar com rapidez, demorando-se para consegui-lo a partir dos 3 ou dos 4 anos. Entendemos a ocorrência, considerando-se que, vindo de uma dimensão em que a verbalização é diferente, primeiro têm que ouvir muito para criar o vocabulário e poderem comunicar-se conosco. Então, são essas observações iniciais que estão sendo debatidas pelos pedagogos.
ER – Com que objetivo estão reencarnando na Terra?

Divaldo – Allan Kardec, com a sabedoria que lhe era peculiar, no último capítulo do livro A Gênese, refere-se à nova geração que viria de uma outra dimensão. Da mesma forma que no tempo do Pithecanthropus erectus vieram os denominados Exilados de Capela ou de onde quer que seja, porque há muita resistência de alguns estudiosos a respeito dessa tese, a verdade é que vieram muitos Espíritos de uma outra dimensão. Foram eles que produziram a grande transição, denominada por Darwin como o Elo Perdido, porque aqueles Espíritos que vieram de uma dimensão superior traziam o perispírito já formado e plasmaram, nas gerações imediatas, o nosso biótipo, o corpo, conforme o conhecemos.
Logo depois, cumprida a tarefa na Terra, retornaram aos seus lares, como diz a Bíblia, ao referir-se ao anjo que se rebelara contra Deus – Lúcifer.
Na atualidade, esses lucíferes voltaram. Somente que, neste outro grande momento, estão vindo de Alcione, uma estrela de 3ª. grandeza do grupo das plêiades, constituídas por sete estrelas, conhecidas pelos gregos, pelos chineses antigos e que fazem parte da Constelação de Touro.
Esses Espíritos vêm agora em uma missão muito diferente dos capelinos.
É claro que nem todos serão bons. Todos os índigos apresentarão altos níveis intelectuais, mas os cristais serão, ao mesmo tempo, intelectualizados e moralmente elevados.
ER – Já que eles estão chegando há cerca de 20, 30 anos, nós temos aí uma juventude que já está fazendo diferença no Mundo?

Divaldo – Acredito que sim. Podemos observar, por exemplo, e a imprensa está mostrando, nesse momento, gênios precoces, como o jovem americano Jay Greenberg considerado como o novo Mozart. Ele começou a compor aos quatro anos de idade. Aos seis anos, compôs a sua sinfonia. Já compôs cinco. Recentemente, foi acompanhar a gravação de uma das suas sinfonias pela Orquestra Sinfônica de Londres para observar se não adulteravam qualquer coisa.
O que é fascinante neste jovem, é que ele não compõe apenas a partitura central, mas todos os instrumentos, e quando lhe perguntam como é possível, ele responde: “Eu não faço nenhum esforço, está tudo na minha mente”.
Durante as aulas de matemática, ele compõe música. A matemática não lhe interessa e nem uma outra doutrina qualquer. É mais curioso ainda, quando afirma que o seu cérebro possui três canais de músicas diferentes. Ele ouve simultaneamente todas, sem nenhuma perturbação. Concluo que não é da nossa geração, mas que veio de outra dimensão.
Não somente ele, mas muitos outros, que têm chamado a atenção dos estudiosos. No México, um menino de seis anos dá aulas a professores de Medicina e assim por diante… Fora aqueles que estão perdidos no anonimato.

ER – O que você diria aos pais que se encontram diante de filhos que apresentam essas características?

Divaldo – Os técnicos dizem que é uma grande honra tê-los e um grande desafio, porque são crianças difíceis no tratamento diário. São afetuosas, mas tecnicamente rebeldes. Serão conquistadas pela ternura. São crianças um pouco destrutivas, mas não por perversidade, e sim por curiosidade.
Como vêm de uma dimensão onde os objetos não são familiares, quando vêem alguma coisa diferente, algum objeto, arrebentam-no para poder olhar-lhes a estrutura.
São crianças que devemos educar apelando para a lógica, o bom tom.
A criança deve ser orientada, esclarecida, repetidas vezes
Voltarmos aos dias da educação doméstica, quando nossas mães nos colocavam no colo, falavam conosco, ensinavam-nos a orar, orientavam-nos nas boas maneiras, nas técnicas de uma vida saudável, nos falavam de ternura e nos tornavam o coração muito doce, são os métodos para tratar as modernas crianças, todas elas, índigo, cristal ou não.
Fonte: Site do Orador Divaldo Franco

AS NOSSAS CRIANÇAS INDIGO


São crianças tão terrestres como seus pais, a única diferença é sua tarefa espiritual de impulsionar mudanças na humanidade.

Os especialistas chamam estas crianças de crianças Índigo, e atribuem-lhes grande dose de intuição, inclusive telepatia, qualidades de prever o futuro, e até reconhecer a presença de seres etéreos como as fadas e os duendes que segundo alguns, nos rodeiam. Além disso, têm a capacidade de ver os espectros da luz, ouvir todos os tipos de sons, e apresentam uma relevante hipersensibilidade táctil. Como se isso fosse pouco, alguns ainda chegam ao mundo com o dom da cura.
 As crianças Índigo nascem em todas as classes sócio-económicas e caracterizam-se, basicamente, por possuir um novo estado de consciência mais evoluído que o da maioria das pessoas. Contudo, também existem certos traços físicos que distinguem estas crianças:

Podem ser magros, têm olhos grandes, geralmente canhotos ou ambidestros. Comem pouco, e inclusive, alguns são vegetarianos por não suportar a carne.
As crianças Índigo não aceitam a imposição nem a autoridade, recusam a manipulação, a falsidade e a desonestidade. Muito menos aceitam os velhos truques de disciplina baseados no medo e na culpa.
Existem palavras chaves durante o processo de ensino destes pequenos, que devem ser administradas de acordo com sua idade biológica, baseados nas Sete Leis Espirituais para os Pais. Por exemplo, até o primeiro ano de vida, os vocábulos essenciais são amor, afecto e atenção. Os bebés devem ser tocados, abraçados, sentir segurança e também é necessário brincar com eles.


Depois, entre o primeiro e o segundo ano, destaca-se os termos liberdade, respeito e estimulo. Durante esta etapa eles experimentam o desapego dos pais. Não se pode condiciona-los através do medo. Temos que evitar que a criança associe a dor, ao mal ou à fraqueza. Caso contrário, não haverá espaço para o crescimento espiritual.
Mérito, explorar e aprovar, são as palavras chaves entre os 2 e 5 anos. Época na qual o menor passa do Eu sou para o Eu Posso. Se for reprimido e não se sentir encorajado, ele será um adulto incapaz de enfrentar qualquer desafio. ~


Entre os 5 e 8 anos, a criança já assimila conceitos mais abstractos. Por isso podem ser administrados termos como: dar, repartir, aceitar, verdade e não julgar. Eles adoram dividir quando sentem amor. Mas se aprendem que para dar, é preciso perder algo, nunca saberão o verdadeiro significado da entrega. E quanto à verdade, devem aprender que vem acompanhada de um sentimento agradável e não como um precedente de um problema, caso fosse ocultada.
Depois, entre os 8 e 12 anos, agora não tão pequenos, eles aprendem como e porque funcionam as coisas. Nesta etapa as palavras chaves são: juízo, independência, discriminação e reflexão.

Reflita você também!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Classificação dos índigos – É necessário?

Por Simone Simões • sáb, 18 de julho de 2009 • 1.440 Visualizações


A humanidade trata o ser de forma desmembrada, em partes: corpo, mente e espírito, quando na verdade deveria tratar o ser como um Espírito num corpo que é uno consigo mesmo, ou seja, que não tem partes mas sim faz parte do todo, visto que tudo está interligado.


O Espírito traz consigo informações sobre suas vidas passadas que ficam contidas no seu corpo astral e as informações de seres que chegaram ao nível de índigos é diferente do padrão que a humanidade da terra está acostumada. Chegou a hora da mudança em todos os sentidos, vamos começar por nos sentir plenos, unos, seres que, antes de mais nada, são seres espirituais e que estão aqui na terra experimentando, vivendo, aprendendo a conviver com outros seres iguais a nós mas com outra individualidade.


As classificações… A humanidade está acostumada a classificar e rotular tudo e está na hora de começar a se libertar disso, classificação traz divisão e não é mais tempo de dividir mais sim de unir, é momento de nos aliarmos uns aos outros, de pensarmos que o bem do outro é o nosso próprio bem e que a beleza da vida está justamente nisso, na capacidade de sermos todos iguais (somos todos Espíritos com um corpo, com a mesma matéria física e espiritual), mas cada um com a sua individualidade e experiência.


E com os índigos não tem sido diferente, existem várias literaturas que classificam os índigos em vários aspectos, e gostaríamos que vocês entendessem que não há mais motivos pra isso, que os chamados índigos (é um rótulo que desejamos em breve não precisar mais usar), são seres Espirituais utilizando a matéria assim como qualquer outro ser que aqui se encontra, e que se continuar a classificá-los estarão de certa forma discriminando-os, sendo que dentro de alguns anos eles serão a maioria no Planeta.


Ao invés de classificar os índigos quanto ao tipo vamos explicar como se comportam no decorrer dos anos os grupos de índigos que aqui chegam.


O primeiro grande grupo que chegou ao planeta veio para falar as massas, plantar a semente da mudança, trazendo palavras de paz, amor, não-violência, liberdade de expressão, etc, que foi o que o movimento hippie fez até a década de 70. Podemos dizer que foram (são) grandes humanistas.


O próximo grande grupo a chegar atuou mais fortemente nas décadas de 80 e 90 e vieram trabalhar para provar o movimento anterior, são os seres mais técnicos, mais filósofos, mais curiosos, com mais energia que o grupo anterior.


O grupo que está atuando na geração 2000, a de agora, é uma mistura do primeiro e do segundo grupo, são seres que tem habilidades humanistas e técnicas, mas que vieram com uma vontade maior de fazer as coisas acontecerem, muitos estão começando a colocar essa energia em prática agora nesse período de mudanças e transições.


E o próximo grande grupo é o que está sendo criado agora, a nova geração de crianças que se preparam para agir de uma forma mais intensa da que o grupo que está atuando agora, serão mais intensos e terão mais pressa nas mudanças, a curiosidade é mais aguçada e encontram respostas mais rápidas para seus problemas. São pessoas mais sensíveis que o grupo anterior por isso o cuidado com a educação deve ser maior.


Vamos insistir no fato de que os pais precisam se preocupar em terem tempo para ficar com seus filhos, sem delegar essa responsabilidade para os avós, tios e para a escola, pois eles precisam dos pais, a ligação com os pais é forte e muito intensa e dessa relação é que vai surgir a força que eles precisam para revolucionar o mundo, eles precisam desse amor e calor que vem do colo do pai e do seio da mãe.
O papel dos índigos é muito importante para um planeta com seres humanos mais evoluídos, para um mundo onde o amor será o regente de toda a vida.
Tenha em mente que seus filhos são realmente o futuro da humanidade.
Muita luz a todos.
Pierre canalizado por Regina e decodificado por Simone Simões.
17/07/2009

quinta-feira, 17 de junho de 2010

"Fenómeno" Indigo

As perguntas e respostas que seguem são extraídas do livro Crianças Índigo de Teresa Guerra, onde encontrará toda a informação que necessita para responder a todas as suas questões.


• O que é uma criança Índigo?

As crianças índigo possuem uma estrutura cerebral capaz de utilizarem simultaneamente as potencialidades do hemisfério direito e do hemisfério esquerdo, isso significa que elas conseguem ir muito mais além do plano racional e intelectual, desenvolvendo capacidades espaciais, intuitivas, criativas e espirituais, por isso elas necessitam também de um ambiente propício para poderem desenvolver todas as suas potencialidades ajudando-nos num futuro próximo a mudar muita coisa que precisa ser mudada no mundo em que vivemos, nomeadamente a diminuir a distância existente entre o pensar e o agir.

O “fenómeno Índigo” nasceu a partir da cor índigo que aparece associada à mente (chacra frontal) e à espiritualidade (aura de cor índigo). Segundo alguns autores, as crianças índigo estão envolvidas por uma aura azul-índigo! Nancy Ann Tappe, nos anos 80 observou que inúmeras crianças apresentavam esse tipo de aura e tinham características algo semelhantes. Na última década dos anos 90, dois autores norte-americanos Lee Caroll e J. Tober publicaram o primeiro livro sobre “As Crianças Índigo”.

◦A partir de então muito se tem falado destas crianças que cada vez em maior número (neste momento 90 % das crianças que nascem já trazem características Índigo, Cristal, Violeta ou outras…) estão a invadir o nosso planeta e apresentam as seguintes características: Inteligentes, sensitivas, intuitivas, com tendência hiperactiva, perceptivas, compreendem facilmente as leis universais, são muito criativas e possuem uma memória privilegiada (por vezes falam de vidas passadas com toda a naturalidade) e são dotadas, como referem alguns autores, de uma espécie de “inteligência espiritual”. Quando o assunto não lhes interessa podem apresentar características de défice de atenção, mas se, pelo contrário, algum tema lhes desperta a atenção, entregam-se apaixonadamente e passam horas atentas e envolvidas em novas descobertas.

Vários autores referem que podem distinguir-se 4 tipos de crianças índigo: as humanistas (líderes), as conceptuais (cognitivas ou intelectuais), as artistas (portadoras grande sensibilidade e intuição) e as interdimensionais (globalmente sobredotadas mas com potencialidades espirituais invulgares).

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Uns dias de retiro bem merecidos


Meus queridos e prezados leitores e seguidores deste blogue:
Preciso de férias, de tudo que me entristece por vezes ou, como quizerem, que me deixa descontrolada ao ponto de querer sair correndo sem rumo.Se pudesse ficaria ausente de tudo que me incomoda, de todas as pessoas que me deixam sem saber o que fazer com os seus actos... eu até gosto dessas pessoas, mas preciso de férias delas.

Um dia que seja que não vou ouvir aquele "não" e nem "sim" demais, que vou deitar seja na areia de uma praia ou no gramado de um campo e até quem sabe em neve de alguma montanha, mas vou estar sozinha sem ninguém para me repreender dizer o que devo fazer ou criticar alguma atitude minha. Estar num lugar que todos os rostos são novos para a minha vista que há outros modos, outras linguas, outros costumes. Quero que seja estranha até mesmo para mim!... Na verdade acho que procuro umas férias da minha vida, não que ela seja má, mas cansa pensar que depois de todos esses anos (falando sobre férias) errei mais que acertei e não aprendi nada, somente como as pessoas são ruins e maldosas. Quero-me sentir livre e pensando bem nem precisa ser sozinha, mas acompanhada por alguém que quando me sinta magoada, me deixe aproximar de pessoas que me amam e que aceitam o meu sofrimento, sem fazerem juízos de valor ou darem conselhos. À medida que o tempo passa, vamos olhar menos para o que tinhamos ontem e desfrutar mais do que temos hoje... este é o meu sonho ideal de férias... viver o AGORA como se fosse o último dia da minha vida.

Sou verdadeira de mais e não possuo filtro e a paz obtem-se pelo filtro que cada um tem. Essa falta de filtro por vezes tira-me aquilo de que eu necessito tanto para viver... a Paz!!! Por falar a verdade, o simples fato de calar quando não devia e falar quando necessito... cansa... cansa e um dia, como hoje, preciso de férias... férias para carregar baterias e obter a minha Paz! Uma frase em Latin diz: - Veja, escute e cale para viver em paz.... lembram-se daqueles três macaquitos que existem normalmente em madeira? Uma Amiga tem uns desses em casa... eu adorava ter mas raramente os vi e quando os vi eram carérrimos e não os pude comprar... mas é um dos símbolos que eu deveria ter em minha casa para me lembrar do que havia de fazer quase todos os dias da minha vida... assim não teria de ir de férias para carregar as baterias que este ano se vão descarregar num instante. eheh

Um abraço com muito carinho para todos e até ao meu regresso.
Até breve... ATÉ SEMPRE!!

Gostaria de dizer aos que, na Terra, o ser humano encontra-se "estagiando", que são envidados, diuturnamente, os nossos esforços para que as mudanças em curso sejam as menos dolorosas possíveis, pois causa-nos muita ansiedade ver a desorientação de tantos seres que marcham em delírio para o seu próprio holocausto...

Apesar disso, apesar de tanta aflição nas mentes dos seres da Terra - que captamos mediante circuitos interdimensionais que possuímos - , podemos dizer-lhes que o momentum Galáctico da Terra já chegou. Mesmo com tantas atribulações e caos espalhados nos quadrantes do planeta, é inexorável a caminhada dos terráqueos rumo à evolução em todos os níveis do despertar espiritual.
A cada dia nossos sentimentos amorosos se projetam para esta amorável Terra, por vezes tão esquecida pelos próprios filhos que desfrutam da sua hospitalidade tão aberta e calorosa. Não queremos condenar, pois não é este o nosso propósito. Mas, será que não existe no coração de cada um no planeta um cantinho sagrado onde o amor possa florescer de forma bela e encantadora, fluindo em direção às milhares e milhares de essências igualmente divinas que coexistem neste Universo e outros universos paralelos? Por que olvidar as verdades eternas que sempre interagiram harmoniosamente com todo o contexto da Criação para esta galáxia e outras galáxias circundantes?
Quando, há milhões de anos, os seres iniciaram o seu êxodo de outros sistemas e galáxias rumo à Terra, o seu propósito inicial foi, infelizmente, transformado em processos totalmente diferenciados das diretrizes dos Conselhos Guardiões para a evolução e felicidade do planeta. Os reais objetivos foram desvirtuados. Os homens e mulheres que formaram a raça da Terra olvidaram os seus compromissos mais sagrados e se lançaram nos abismos da transgressão, da dor, da loucura e da insensatez.
Mas, dizemos agora que tudo isso chega ao seu final, essências nossas, e muitas vezes com lágrimas nos olhos e braços abertos, nós acolhemos os seus corpos adormecidos, embalando-os num amplexo aconchegante no crepúsculo de suas jornadas, em busca de atividades afins ao se desprenderem (durante o sono) do envoltório físico a cada dia de final de luta pela sobrevivência.
Quando vocês sofrem, nós também sofremos! Quando vocês sorriem, nós igualmente sorrimos. Quando o amor floresce nos seus corações, recebemos essa dádiva como um eco suave em forma de melodia, igual à das esferas angelicais...
Mas, quando a negritude de suas ilusões passageiras e desequilibradoras, como um dardo venenoso, se projeta no espaço, simplesmente nos fechamos e recolhemos as nossas essências em prece silenciosa, que projetamos para a prole desorientada dessa Terra-Mãe do Universo de Nebadon. Porque somos todos parte de uma só Mente, de um só Coração, que pulsa em conexão com a Fonte Única. Aquilo que foi aparentemente separado precisa ser reunido. Todas as partes do Todo. Nós somos essas partes. Não olvidem que somos projeções uns dos outros. Curemos as nossas chagas mergulhando profundamente uns nos outros e saciando nossas essências divinas com os raios do Maná da Ascensão na Luz, por meio do fluxo amoroso emanado da vitoriosa Presença EU SOU de cada um.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

AS CHAVES PARA UMA VIDA BASEADA NO CORAÇÃO: PARTILHAR E CONFIAR


Nestes tempos de grandes mudanças e transições, muitos de vocês sentem grande dor ao verem desaparecer a abundância das suas vidas. Nós, os Hathors, encorajamos vocês a procurarem a beleza que está em sua vida, mas compreendemos também que alguns se sintam frustrados e irritados porque não percebem como podem criar essas coisas quando já têm que lutar para sobreviver. Queremos que saibam que nós, no reino dos espíritos, conseguimos ver os seus esforços e oferecemos esta compreensão para ajuda-los no seu caminho.


O que é que aconteceu ao conceito de “Abundância”?
Na “antiga” forma de espiritualidade, antes de avançarem no caminho da vida multi-dimensional baseada no coração, a Abundância era muitas vezes vista como uma maneira de medir o sucesso espiritual. A sua presença na sua vida, medida na maior parte das vezes em termos de conforto material e de coisas boas, era vista como uma afirmação de saúde espiritual e de bem-estar. Queremos dizer que esses confortos e coisas materiais não estão realmente em questão aqui – não estamos julgando a sua opulência material. MAS – quando concordaram em fazer a mudança para um tipo de funcionamento multi-dimensional e abrir os seus corações, concordaram também em renunciar aos velhos hábitos, e avançar para novas maneiras de pensar e estar.
O antigo conceito de abundância, muito apreciado pelos “pensadores positivos”, estava baseado no pensamento da “separação”. Vocês eram encorajados a procurar a abundância sem se preocuparem donde vinha, nem se aqueles que os rodeavam também partilhavam essa riqueza e alegria. Tinha só a ver com vocês e com o seu bem-estar pessoal. E no paradigma espiritual baseado no PODER e na energia Tridimensional do Plexos Solar, era uma posição muito aceitável. E realmente, nós nos sentíamos felizes cada vez que eramos capazes de criar a beleza material e a alegria nas suas vidas.

A Abundância no Novo Paradigma baseado no Coração…
Quando concordaram em abrir os seus corações e fazer a experiência da CONSCIÊNCIA UNIDA e da UNIDADE de todas as coisas, concordaram igualmente em caminhar na Consciência do Cristo – o mestre que experiênciou e entendeu a COMPAIXÃO.
Nós dizemos agora que a experiência da COMPAIXÃO tomou o lugar da Abundância neste Novo Paradigma. E a melhor maneira de aprender a Compaixão é de experienciar e sentir aquilo que os outros sentem. Quando 80% do planeta está lutando para comer e tentar sobreviver, será que podem em toda a sinceridade e integridade criar abundância para vocês próprios? Não percebem que em muitos casos, essa “abundância” que manifestam com tanta volubilidade, usando os seus “truques mágicos”de visualização e afirmação, é tirada daqueles que não têm quase nada, e muitas vezes, dos que não têm mesmo nada?
Aqueles de vocês que vivem nos países desenvolvidos começam a ACORDAR para a realidade de que, se houver pessoas infelizes e com fome no mundo, vocês também sentirão a fome e viverão na infelicidade. VOCÊS SÃO UM. E apesar de talvez não sofrerem fisicamente da fome, sentirão fome e carência de outras formas – até que aprendam a compaixão e que o equilíbrio esteja novamente estabelecido no Planeta.
Ninguém precisa de conhecer a carência; o Planeta pode sustentar todos que nele vivem. É o seu contracto com vocês, os seus filhos humanos. Mas aqueles que pedem mais do que as suas próprias necessidades e que se definem pelos seus bens e seus consumos, tornam as coisas mais difíceis para a nossa Mãe Terra honrar todos os seus filhos.

Não se Sintam Como Falhados…
Por favor, não se sintam como falhados se virem a sua “abundância” diminuir. Pelo contrário, festejem o fato de ter encontrado o caminho do Mestre e de estar aprendendo a compaixão e a ajudar a restabelecer o balanço no planeta, mais uma vez.
Sobretudo, não se julguem espiritualmente, como tantos o fazem, assumindo que os seus anjos e guias os abandonaram aos seus destinos. Porque não é assim! É a prova do seu crescimento espiritual e da sua vontade em ser parte da solução e não do problema.


A Chave da Partilha
Não queremos que se sintam sozinhos neste caminho, ou que pensem que não vão sobreviver. Vocês são Trabalhadores da Luz e AS SUAS NECESSIDADES SERÃO SATISFEITAS. Muitas das vezes, de maneira milagrosa. Mas precisamos que entendam que o velho paradigma de “dar” a fim de “receber” já não dá; isto é obsoleto. AGORA – na nova energia, vocês dão sem criar expectativas, porque é a sua natureza de dar, e de dar com amor.
A essência da Vida baseada no Coração é PARTILHAR. E não é tanto de dinheiro e de bens materiais que estamos a falar, mas sim, partilhar da sua pessoa – quem é e o que é –. Dê de si próprio, do seu tempo, da sua gentileza e da sua compaixão, e depois se tiver, do seu dinheiro e dos seus bens materiais.
Mas em primeiro lugar, é dar de si próprio e dos seus talentos, dos seus dons. Sem pensar em recompensa, fama ou riqueza. Simplesmente porque SÃO e precisam expressar quem são através da PARTILHA.

A Chave da Confiança
Perguntam talvez, “Se não recebo nada de volta, como é que vou sobreviver?”
É aqui que a CONFIANÇA, a ACEITAÇÃO e a ENTREGA para um Plano Superior entram em linha de conta.
Estamos todos a ser ensinado a CONFIAR – que não nos faltará nada. Fiquem assegurados que cada um de nós tem o DIREITO DIVINO de existir e de receber ajuda. Sabemos das suas necessidades materiais e estas não serão ignoradas. Mas precisam avançar com confiança e não cair no medo. Porque se começam a imaginar cenários de medo, envolvendo a carência e a escassez, será eventualmente aquilo que criarão em sua vida futura.
É um caminho de CORAGEM e de BELEZA. E cada um de vocês, MESTRES DE LUZ que vão por este caminho, é chamado para ver a beleza de quem verdadeiramente É à medida que se esforçam para trazer Amor, Partilha e Beleza, de volta à Humanidade.

A DANÇA SAGRADA: RELACIONAMENTOS MULTIDIMENSIONAIS NO SÉC. XXI



Uma das áreas que tem sido mais afetada com a chegada da Energia Cristal e a mudança para uma vida Multidimensional foi a dos relacionamentos. Muitas pessoas estão experienciando magoas e dor enquanto as suas relações de longa duração se desintegram. Ou elas se encontram sozinhas e sem um parceiro, apesar do desejo sincero de estar em uma relação amorosa. Ou têm uma série de relações que simplesmente parecem não "funcionar”, que fazem com que desistam e percam interesse no processo total.

O que esta se passando?
Porquê os relacionamentos estão sob tão extrema pressão agora?
Será que é neste tempo de transição que mais necessitamos dos relacionamentos?

Sim, nós necessitamos das relações e teremos o apoio que necessitamos, embora algumas vezes não pareça. Mas o relacionamento é uma das áreas chave onde a maré da mudança tem se sentido mais intensamente. Talvez seja porque a necessidade de nos relacionar, de sermos amados e aceitos é uma coisa muito humana. E este se tornou um lugar onde as velhas energias precisam ser liberadas para permitir novas formas e estruturas.
As Crianças Índigo em seus papéis de “Destruidores do Sistema” foram o instrumento para começar estas mudanças e as crianças Cristal nos ajudarão a consolidar estas novas formas de se relacionar.
Como conseqüência das Crianças Índigos, passamos de uma sociedade que somente aceita a monogamia masculina / feminina de relações de casal dentro do matrimônio, à uma sociedade que está mais preparada para aceitar diferentes tipos de relações de casal. O importante é a necessidade de se relacionar, não de que tipo de sexo, classe ou raça que pertença a pessoa com a qual nos relacionamos. Esta é uma revolução que está abrindo uma nova forma de pensar quanto ao que são as relações de casal, o que significa o se relacionar é como conduzimos em nossas relações.


As Velhas Formas de nos relacionar: Arquétipos e Carma
Na velha energia de terceira dimensão, as relações estavam apoiadas frequentemente em atração física ou magnetismo. O conceito de “química”, “amor a primeira vista” e muitos outros conceitos românticos fomentados por intermináveis exemplos de filmes e novelas, era a força de motivação. Tratava-se das aparências, acompanhadas de toda uma indústria para manter-se jovem, em forma e sexualmente atraente com o objetivo de “atrair” um parceiro adequado. Isto era argumentado como a forma de atuar da natureza, e as mulheres mais bonitas atraíam o seu parceiro para reproduzir seus gens. Bem, pode ser, mas as relações humanas não são somente para reprodução. Já não precisam continuar sendo assim. Há suficiente pessoas no planeta para nos permitir reformar as relações como algo mais que sexo e reprodução.
Também quando duas pessoas se casam de forma convencional, a força da energia arquetípica é tão forte que elas são quase forçados a papeis predeterminados. Muitas pessoas que juram que não vão reproduzir o matrimônio de seus pais, fazem justamente isso. Porquê? Porque apesar das boas intenções, está o ímpeto arquetípico do sistema matrimonial, construído em milhares de anos, que tende a prevalecer e a criar a realidade. Homem e mulher caem nos papeis de “provedor” e “nutridora” ou entram nos jogos de poder para ver quem pode dominar e quem se submete. Ou jogam dramas de vitima, abusador e salvador. E muito freqüentemente imitam nestes dramas os papeis padrão de seus pais.
Estes modelos são aprendidos na infância quando a criança observa seus pais na dança do relacionamento e grava no subconsciente todos os detalhes como referências para o futuro. Em Metafísica chamamos isto de o drama da “Criança Interna” e contém todos os temas não resolvidos de ambas as experiências de famílias, e provavelmente vidas passadas, nas quais a alma tenha jogado os papéis no “drama familiar”.
Nós aprendemos a explicar este processo dos papeis da alma como “carma” e dizemos à nós mesmos que temos de passar por esta experiência para aprender. O parceiro na relação é visto como um espelho dos nossos temas e nós diligentemente trabalhamos para assimilar qualquer aprendizagem que seja para nós. E provavelmente reencarnar para continuar com esta suposta "aprendizagem".
Mas uma das coisas que os Índigo e Cristais nos ensinaram é que o conceito de "carma" está obsoleto. O CARMA ACABOU! Isso não significa simplesmente que você se graduou na escola cármica para se tornar um ser sábio. Provavelmente significa que o carma não existia. Mas que foi outro “sistema” que os humanos inventaram para ajudar a explicar porque os outros sistemas que também inventaram, incluindo o “sistema” do matrimônio, eram incômodos e tinham que trabalhar e perseverar com eles.
À medida que entramos no estado Cristal, começamos a entender que a relações têm a ver com associações criativas. São vínculos da alma experimentando o ser e o ser com o outro, e sobre co-criar. Não há prisões e nunca se destinaram à sê-lo. São a respeito de SENTIMENTOS. Ser capaz de comunicar o completo espectro de sentimentos para e com outra pessoa. E que isto pode ser feito dentro dos parâmetros do amoroso relacionamento entre a família, mas existem muitas outras formas em que isso pode ser explorado e desfrutado.


O Relacionamento Multidimensional
As novas formas de parceria são muito diferentes. Elas estão apoiadas em diferentes necessidades e critérios e são representadas de formas diferentes. À medida que nos acostumamos com o estado Cristal, nos habituaremos mais a esses novos tipos de relações.

 
Ressonância de Alma mais do que Atração Física
As pessoas terão atração entre elas em um nível multidimensional ou de alma mais do que a nível físico. O físico ainda será parte de uma relação Cristal, mas já não será mais o foco principal.
Mais e mais as pessoas estão à busca da sua “Alma gêmea”. Não importa se acreditam ou não na existência da alma gêmea, parece que há um profundo desejo na maioria das pessoas para fundir suas energias com uma alma compatível. E é à nível da alma que deve existir ressonância e compatibilidade.
Isto não significa que os casais vão estar de acordo em tudo. De fato, se isso acontecer, a relação poderá provavelmente não funcionar. Em vez disso haverá um saudável equilíbrio entre acordos e desacordos.
As pessoas Cristais operam do coração e sempre permitirão ao seu parceiro ser exatamente quem ou o que ela ou ele for. Não haverá necessidade de mudar o outro ou fazê-lo “melhor”, ou salvá-lo ou provê-lo. Eles apoiarão e compartilharão a aventura do crescimento e auto exploração, esperando o mesmo do outro. Mas existirá um “permitir” e uma liberdade que possibilitará a cada um o crescimento e o florescer dentro do seu pleno potencial dentro do relacionamento.


Companheirismo Planetário
Este é um fenômeno que eu pessoalmente notei nos recentes anos, especialmente entre os índigos que estão entre os vinte e os trinta anos. Suas relações são freqüentemente trans-globais ou planetárias
Com as facilidades que temos para acessar à Internet e de viajar de avião nós nos tornamos cidadãos globais. Tomamos aviões de um Continente ao outro como estávamos acostumados a fazer antes em ônibus em volta de uma cidade. Enviamos um e-mail e é respondido em horas, melhor do que escrever uma carta que demorava semanas. Então estamos capacitados para “nos relacionar” ao redor do planeta. E como todas as pessoas Cristais sabem, toda a energia amorosa enviada ao redor do planeta está criando uma rede de amor e alegria que pode trazer resultados positivos à longo prazo.
Assim se tornou algo bem normal para a gente encontrar companheiros em diferentes países e continentes.
E, a magia da Internet é que também transmite emoções assim como idéias e conceitos. De novo, os Cristais sabem como transmitir energias de coração pela Internet. A Internet é um “sistema nervoso” para que o planeta transmita mensagens como impulsos de luz através de chips de silicone/ cristal. Tornando-se assim uma extensão dos recursos humanos para localizar almas em ressonância com quem se relacionar.


Igualdade no Companheirismo: Mantendo o Equilíbrio
Em uma relação Multidimensional é importante manter o equilíbrio entre os companheiros. Há necessidade de uma igualdade completa na relação.
Os padrões antigos de dominação, controle e apego têm que ser liberados.
Se um dos companheiros domina ou controla o outro, então será criado um desequilíbrio que deteriorará a relação. Surgirá a raiva que não terá uma saída expressiva, já que será assumido como um padrão da relação. Em uma relação Cristal, cada companheiro observa cuidadosamente para se assegurar de que seu poder não seja tirado ou de tirar o poder do outro. Pelo contrário procuram maneiras de se capacitar entre eles de uma forma positiva.
Quando não existe o domínio de um sobre o outro e existe um permitir para que a outra pessoa seja, então não existe razão para a conduta que procura aprovação que é tão comum nas relações da velha energia. Não há necessidade ou medo a não ser aceitação e amor.
E se a relação chega ao seu final, então existe uma vontade de deixar ir e não ficar apegado a este relacionamento em particular. Inclusive as relações de ressonância de alma podem terminar quando os companheiros tem diferentes crescimentos ou precisam explorar quem são em outras formas ou direções. E o melhor que se pode fazer é deixar ir, permitindo a cada um crescer em novas e diferentes energias. E permitir-se sentir a tristeza quando algo termina, mas também a antecipação enquanto algo novo começa. Inclusive se isto é um período de solidão, enquanto nos adaptamos à nova pessoa que somos.


Permitindo o Total Espectro de Sentimentos
Isto provavelmente será para nós o mais difícil de negociar no futuro. Muitos de nós acreditamos que uma “boa” relação é aquela onde você esta sempre positivo, feliz e alegre. Onde a outra pessoa sempre faz você se sentir bem consigo mesmo. Mas na multidimensionalidade, as relações são mais de autoexploração e crescimento. E pode ser que seu companheiro o desafie para ajudar você a crescer, ou possivelmente você é que tenha que desafiá-lo.
Esta provocação pode incluir liberar raiva, frustração e permitir ao companheiro ter estas emoções e sentimentos, sem sentir-se pessoalmente ameaçado e nem que ponham em perigo a relação
As relações multidimensionais sempre atuam através de um espectro total de sentimentos, não só os positivos. O desafio para nós é permitir essas energias escuras e lidar com elas de uma forma criativa e compassiva, sabendo que se lidarmos com elas assim, elas nos servirão para crescer e experienciar cada vez mais quem e o que somos nesta relação particular.
O importante é de novo o equilíbrio. Muita negatividade na relação balançará para o negativo e a tornará violenta e destrutiva. Muita positividade fará que a tensão criativa que permite o crescimento não se manifeste e a relação provavelmente se estagnará.


Os Elementos Chave: Se Comunicar e Co-Criar
Uma coisa importante para recordar é que as novas relações multidimensionais são a principio aventuras de autoexploração nas quais nos descobrimos por meio de nos relacionar e criar com o outro ser.
Então existem dois elementos chave que é necessário estar sempre presente. O primeiro é SE COMUNICAR, da maneira que for melhor para você. Há muitas formas de se comunicar em relações multidimensionais, desde o falar até a telepatia, ambas devem ser exploradas criativamente. Porque quando duas pessoas estão constantemente se comunicando, estão se expressando e se descobrindo por meio do que expressam.
A segunda chave é CO-CRIAR. Tem que existir uma razão para a parceria. Juntos vocês devem estar criando algo, mesmo se for somente o seu crescimento espiritual. Mas para que uma relação multidimensional floresça, tem que existir um lugar para que toda essa maravilhosa alta freqüência criativa encontre sua expressão a nível físico.
E pode ser que inclusive essa comunicação criativa que acontece entre companheiros possa permitir e capacitar cada um deles nos seus próprios projetos criativos. A criatividade não tem que ser expressa em formas de co-dependência, a não ser para dar poder a cada um em seus próprios projetos e exercícios criativos individuais.


A Sagrada Dança : Os Princípios Espirituais de se Relacionar
Existem muitas lendas e mitos antigos da Criação que nos dizem que a força original de Deus criou dois seres que tirou da sua própria essência. Estes dois seres, por sua vez, foram nos criadores de Tudo O Que É.
Assim os princípios espirituais básicos da criação são a Unidade ( a Unicidade de Tudo o que É), a Dualidade ( O Um explorando à si mesmo a partir da tensão dos opostos) e a Multiplicidade (a replica, dessa dança básica de criatividade, uma e outra vez em formas maravilhosas e complexas.)
As relações nos ajudam a redescobrir a dança original do DOIS que de fato são UM. O movimento sempre tende a descobrir Harmonia e Unidade; e então descobre de fato que também há desarmonia e dualidade porque os dois agora são seres únicos e individuais. E a chave desta dança é balançar-se e fluir da unidade à dualidade e vice-versa.
Existem também muitos mitos antigos que falam de originais divindades “dançando” pelos céus que em seu giro prolongam a criação com sua dança. O mito que me vem à mente é o da Shiva e Shakti, cuja união e “dança” representa o mito das energias do Sagrado Masculino e Feminino na realização da dança da criação.
Em nossas relações com as novas energias multidimensionais, precisamos compreender os passos dessa dança sagrada de Shiva e Shakti, se queremos replica-los em nossa vida. A dança tem três passos primários ou movimentos:
O primeiro movimento tende sempre à Harmonia e a Unidade. Duas pessoas se atraem e procuraram descobrir juntas de que maneira se parecem. Este é o movimento para a Força Divina ou o movimento do Dois procurando ser o Um original. Porque este movimento é dirigido à Divindade esta etapa da relação é sempre enlevada, alegre e criativa, enquanto os dois seres sentem o fluxo de luz e energia entre eles. Eles se descobrem e encontram as melhores partes deles mesmos refletidas no outro nesta parte da dança sagrada.
O segundo movimento tende sempre a se afastar da Unidade e ir para a Separação. O Um se torna Dois, que são separados e únicos. Nesta fase da relação a dança das duas pessoas é a de descobrir as formas em que são diferentes e porque nesta etapas da relação esta FORA da fonte da divindade e vai para a separação e a dualidade, freqüentemente há ansiedade e raiva nesta fase, além de uma necessidade de exercer o controle para manter a identidade.
Isto é porque na nossa cultura espiritual nós tememos a dualidade, nós a vemos como algo mau e tomamos partido pela Unidade de consciência e procuramos nos mover “mais alem da dualidade”. Mas nunca poderemos nos mover além da dualidade enquanto tenhamos uma identidade separada e única. Em nosso estado de consciência mais elevado sempre tomaremos parte dessa dança de energias entre a Unidade e a Dualidade. Estar consciente é dar-se conta da dança e é ser capaz de soltar e desfrutar da dança sabendo que o fluir sempre irá de um lado ao outro entre estes dois estados de ser.
Em um relacionamento, isto significa que devemos estar preparados para experimentar tempos de desafio e discórdia. Pode ser que haja raiva, frustração e outras energias negativas. Estas devem ser lidadas com elegância e com o conhecimento de que se as dirigirmos dessa maneira não têm porque se tornar destrutivas. Isto é o que chamamos de o lado SOMBRA da relação. Sempre estará lá. Como ela é dirigida e integrada determinará a qualidade da relação. Se ambos os companheiros ou “dançarinos” souberem como lidar com a dança da raiva e da negatividade, então isso pode ser negociado sem criar um desequilíbrio tal que a relação/dança seja interrompida e destruída. Eu sempre julguei que a chave aqui sempre é permitir que a raiva e a negatividade sejam expressadas e liberadas, sem que se tome isso pessoalmente ou seja preciso se defender de formas destrutivas se houver uma raiva igual de ambos os lados. Isto cria justamente uma espiral de energia negativa que impede que a dança de seu próximo passo ou movimento.
O terceiro ou ultimo movimento é sempre a volta à Unidade e a Harmonia. Os Dois descobrem de novo, através de suas jornadas separadas, que eles são sem dúvida Um. De fato eles se redescobrem na Unicidade, já que aprenderam algo mais a respeito de si próprio e do outro e se reunificam agora em uma espiral mais elevada de evolução e consciência. E tendo aprendido esta nova coisa em particular, não precisam retornar para trás e fazer isso de novo e de novo, sendo isto a forma como os padrões destrutivos surgem na relação. Os hábeis dançarinos cósmicos sabem como deixar ir e se movimentar para novos níveis da dança experimental mantendo o relacionamento em um estado de crescimento e de novos movimentos.

Por que nos Sentimos tão Cansados tão Frequentemente


Muitas pessoas que estão passando pela mudança de Índigo para Cristal acham que este intenso cansaço e fadiga são dois sintomas predominantes de sua mudança. Sentem-se exaustos o tempo todo e só querem dormir. E quando dormem, dormem profundamente e não querem se levantar.
Então, o que está acontecendo?
E porque nos sentimos desta maneira?
Limpeza do Corpo Emocional
- Des-intoxicação do Corpo Físico e Corpos Sutis
- Consciência Multi-Dimensional Completa


Cada um desses aspectos podem ser tratados de uma maneira diferente.
Limpeza do Corpo Emocional
No começo do processo, passamos por uma intensa limpeza do corpo emocional. Isto envolve limpar a psique e o subconsciente de todos os velhos padrões de trauma e auto-sabotagem. A intensidade desse processo dependerá de quanta limpeza você já fez em sua preparação para a ascensão. Sou uma curadora, e ajudo muita gente a se preparar, mas nunca realmente encontrava tempo de terminar completamente meu próprio processo, assim, quando dei de cara com a transição, eu experienciei um intenso processo do meu corpo emocional por vários meses. O assunto inundou meu subconsciente, e tive estranhos pesadelos e ataques de ansiedade como se lutasse para processar os traumas da minha criança interior.
Este tipo de liberação de traumas é exaustiva. Algumas pessoas não percebem o que está acontecendo, já que fazem a maioria de suas liberações pelo trabalho do sonho à noite. Mas os que sofrem de ataques de ansiedade, muitas vezes estão fazendo este processo durante o dia.
Neste ponto você pode precisar de ajuda para liberar seus velhos padrões que estão sendo retidos pela Criança Interior. E aqui onde precisa trabalhar a sua criança interior. Encontre um bom terapeuta, participe de um workshop, leia um bom livro... mas liberte os padrões da sua criança ferida!
E então compreendam que enquanto estão fazendo esta limpeza, ficarão exaustos. Pois passaram a maior parte da sua vida reprimindo essas energias. Processá-las é trabalho duro. Mas vale a pena! Quando terminarem vocês terão limpado a sua psique e padrões subconscientes de auto-sabotagem, e poderão agir a partir de uma completa clareza e pureza de intenção.


Des-intoxicação do Corpo Físico e dos Corpos Sutis
Este processo de profunda limpeza está associado com o processos mencionados acima. Conforme as emoções são liberadas, então os velhos bloqueios físicos e padrões mentais que estão associados com eles são também liberados .
Essa velhas energias "tóxicas" são passadas através dos corpos sutis e são limpas através do corpo físico. Alem disso, quaisquer velhas toxinas que o corpo físico esta retendo serão liberadas nesta hora.
Este processo de limpeza e desintoxicação coloca um esforço considerável nos órgãos de eliminação, que são os rins e o fígado. Muitos de vocês vão ter bolsas debaixo dos olhos, uma evidência de stress nos rins, e distúrbios digestivos como azia e gases, evidência de stress no fígado. Fora isso podem experienciar dores nas juntas, que é também uma característica da desintoxicação, já que os ácidos em excesso, estocados no corpo, vão sendo liberados.
Alem disso, os processos de eliminação também farão com que se sintam cansados, e propensos a dores de cabeça – todos sintomas de desintoxicação. É por isso precisam beber muita água pura e limpa e tentar se alimentar dentro de uma dieta saudável o tanto quanto for possível.


Consciência Multidimensional Total
Esta é a parte mais emocionante, e acontece durante o processo, ela é responsável pela sensação “aérea”, que muitos de vocês estão sentindo.
Em termos de freqüências de ondas cerebrais, conforme entram na consciência multidimensional, vocês expandem o limite de consciência que o seu corpo pode lidar e as maneiras nas quais ela é utilizada.


As ondas de freqüências cerebrais são as seguintes:
- Beta - “normal” - consciência enquanto acordados
- Alpha - meditação leve
- Theta - meditação profunda
- Delta - estado de sono ou hipnose profunda
- Gamma - movimento rápido dos olhos ou estágio mais profundo do sono / hipnose – quando operações podem ser feitas sem dor
- Um ser tridimensional funciona no nível Beta, e muda para o estado Alpha em momentos de criatividade e prece.
- Um ser de 5ª dimensão funciona entre Beta/Alpha/Theta no seu estado normal desperto.
Sua consciência multi-dimensional permite que a sua consciência racional mude nesta faixa, enquanto você está desperto!!! Mas é isso que causa a "fadiga”. Seu corpo sempre reconheceu Theta como estado de relaxamento profundo antes de dormir, e então quando as suas ondas cerebrais mudam para Theta, elas enviam a você uma mensagem para dizer que vocês estão cansados e a ponto de dormir! E assim porque estamos condicionados a responder a este sinal com cansaço e sono, sentimos que precisamos ir dormir.
- Um ser da 6ª dimensão em treinamento para total Consciência Crística de 9D estará aprendendo a se mover do nível Delta para Gamma no seu estado normal acordado! Agora seu corpo definitivamente pensa que está adormecido! O truque é aprender a se movimentar por esses estados sem entrar em pânico ou se “perder” num estado como de sonho. Aqueles que estão fazendo este trabalho frequentemente sentem como se vivessem em um mundo de sonhos em câmara lenta, e isto de fato é verdadeiro. Estamos vivendo um estado de sonho em nossa consciência desperta.

Levará um tempo para se atingir a mestria, mas uma vez que se domine isto a fundo, esta é a chave para uma imensa criatividade e para a manifestação de "milagres". Nesse estado profundo de consciência, literalmente nós podemos curvar e dar forma ao tempo e à matéria com a pura intenção. Então, compreendam que o seu corpo está aprendendo a se adaptar a uma faixa diferente de ondas cerebrais.

Um Lembrete de Precaução:
Por favor, quando estiver em qualquer um destes estados acima tome o cuidado de que esteja bem consciente do seguinte:


Permaneça ancorado. Dedique-se a manter-se e não sair do seu corpo. Não tome e nem fumem drogas por recreação nesta fase, isso interferirá na expansão natural da consciência.
Distinguir entre o cansaço verdadeiro e a consciência expandida. Seja gentil com si mesmo. Se estiver cansado, descanse. Na verdade você vai precisar de somas significativas de descanso enquanto passa por este processo. Se tentar fazer coisas demais, você ficará hiperativo e provavelmente cairá em exaustão de qualquer maneira.
Seja cuidadoso. Se estiver dirigindo um carro, concentre-se e focalize-se. Muitas pessoas estão sofrendo acidentes porque não tem consciência do que acontece quando seu cérebro muda as frequencias. É tudo uma questão de estar ancorado e concentrado . Diga ao seu corpo e ao seu guia que durante a jornada você precisa ser capaz de se concentrar totalmente no que está fazendo.
Relaxe – isso vai passar. Logo você se acostumará a trabalhar com essas diferentes freqüências. Eu tenho me divertido bastante com este estado de sonho e aéreo, e estou aprendendo a usar a criatividade que isso gera. Também estou aprendendo a mudar as minhas freqüências à vontade Sim, nós estamos verdadeiramente nos tornando um ser Cristal ou Cristico.

Informação básica para pais de Crianças Indigo/Cristal

Na interação e no cuidar da sua criança Índigo/Cristal precisam de ter em mente que a sua criança é muito diferente de vocês. O que funcionou com vocês em crianças não irá funcionar para elas.

As principais áreas a que terão de ajustarem-se são:
1. A criança Índigo/Cristal é um ser com Orientação Cerebral Direita.
2. A criança Índigo/Cristal é Super Sensível ao stress ambiental.

3. A criança Índigo/Cristal é sensível à comida e irá desenvolver frequentemente Alergias Alimentares.

O que é que isto significa para vocês?
1. ORIENTAÇÃO CEREBRAL DIREITA
As crianças Indigo e Cristal operam primariamente a partir do Cérebro Direito. Isto significa que são criativos, imaginativos e emocionalmente inteligentes. Contudo, a nossa cultura é primariamente orientada pelo cérebro esquerdo, o que significa que é linear, racional e lógica.
As dificuldades surgem quando a criança entra para o sistema escolar e precisa de adaptar-se ao seu modo de funcionamento. Um “cérebro-à-direita” aprende muito depressa e muitas vezes dá pulos intuitivos que demonstram uma inteligência estonteante. Mas o sistema escolar é conduzido por um funcionamento cerebral esquerdo o qual é repetitivo, rotineiro, organizado e linear/cumulativo.
Esta abordagem “mais lenta” significa que a criança começa a sentir-se aborrecida muito depressa e perde o interesse. Geralmente depois começa a procurar outros meios para estimular o seu interesse. Isto leva a que muitas Crianças Índigo sejam etiquetadas como tendo Transtorno de Défit de Atenção (TDA) ou/e Hiperatividade (TDAH) e são muitas vezes medicadas com Ritalina, quando de fato não existe nada de errado com elas a não ser aborrecimento.
Por causa da sua inteligência intuitiva, elas também podem muitas vezes ir passando os vários anos do sistema escolar sem que se apercebam que não conseguem ler ou escrever “corretamente”. Isto leva a que muitas vezes a criança seja etiquetada como disléxica, outro estigma.
Isto é muito danificante porque a Criança Indigo tem um sentido forte de ser “perfeita”, e está aqui numa “missão”. Se lhe é dito que é disfuncional ou que “há alguma coisa de errado com ela”, vai ficar traumatizada e, ou procurar a cura, ou disfarçar essa mágoa. Isto pode levar, nos anos da adolescencia, ao abuso de drogas ou a distúrbios alimentares, como meios de cura ou de esconder o trauma.
É vital e importante que a Criança Índigo ou Cristal seja reconhecida como diferente mas não disfuncional. Se a diferença for honrada e manejada, a criança irá crescer de um modo equilibrado, mas se não, irá levar à disfunção e a problemas.

2. SENSIBILIDADE AO STRESS AMBIENTAL
A sua criança é também muito mais sensível do que o que vocês foram ou são. É a audição, a visão, e os sentidos que são muito mais desenvolvidos que os seus. Isto faz parte da mudança evolucionária, à medida que os humanos se tornam mais abertos e sensíveis.
O que isto significa é que a sua criança vai ficar estressada e perturbada por sons altos, por multidões, música aos berros e pela televisão. A sua resposta pode tanto ser fechar-se e deprimir-se, como permitir os estímulos e tornar-se hiperativa e destrutiva.
Sendo assim, a Criança Índigo/Cristal, precisa de um ambiente em casa tranquilo e calmo, com o mínimo de brinquedos, jogos eletrônicos, e engenhocas, e certamente não usar a televisão como babysitter. Existe uma correlação quase direta entre a quantidade e tipo de TV que é absorvida e o comportamento da criança.
O stress ambiental também inclui a relação entre os pais. Se existir abertura ou agressão não expressa, verbal ou não verbal, no lar, a criança irá apanhá-la e desenvolverá mecanismos disfuncionais ou defensivos. Não conseguem esconder nada de uma Criança Índigo/Cristal, ela “lê” o seu campo de energia e percebe exatamente aquilo que pensam e sentem mesmo que permaneça não dito.

ALERGIAS ALIMENTARES
O Corpo físico de uma Criança Indigo/Cristal também é muito sensível. Muitas vezes elas não conseguem tolerar comida processada e os seus aditivos. E também reagem mal ao açúcar e a cafeína..
Isto significa que os doces, as bebidas artificialmente coloridas tortas, hamburguers, e chocolates, irão criar um comportamento hiperactivo e disfuncional na criança. Dar um chocolate, ou uma Coca-Cola, a uma Criança Índigo/Cristal é, literalmente, o equivalente a dar-lhe uma droga. O seu sistema vai reagir tornando-se sobreativo - produzindo um maior comportamento hiperativo seguido por uma queda, quando os efeitos esgotarem-se, e a criança for abaixo e sofrer de uma retirada dos sintomas do açúcar e da cafeína.
Isto pode também, significar que um dieta “normal” não será tolerada por muitos Índigos. A galinha e a carne estão cheias de hormonios, antibióticos, e químicos, e a maior parte da comida embalada e processada, que se compra nos supermercados, também contêem químicos que podem não ser tolerados. Somando a isto, a criança pode ser intolerante ao trigo e a laticínios, produzindo sintomas como eczemas, problemas digestivos, sinusite e desordens relacionadas com a garganta, ouvidos e nariz.


Linhas de Orientação para Lidar com estes Problemas
EDUCAÇÃO
A sua Criança Indigo/Cristal irá reagir bem a um sistema educacional que equilibre o cérebro direito e esquerdo e que inclua criatividade na forma de música, arte, dança, e teatro..
Provavelmente o melhor sistema para estas crianças é o Sistema Waldorf que maximiza inicialmente o elemento cerebral direito enquanto desenvolve o esquerdo como suporte. Foca também a integração da criança no seu corpo, uma vez que muitas crianças Indigo lidam com os seus traumas ao se tornar “aluada” ou escapando dos seus corpos.
Se a sua criança fizer um teste para identificar TDA ou TDAH, seja cauteloso em medicá-la com Ritalina, que é um medicamento (com efeitos secundários e sintomas de isolamento) usado para ajudar os pais e professores a lidarem em vez de simplesmente a assistirem. Existem alternativas dietéticas e homeopáticas menos prejudiciais e mais efetivas.

STRESS AMBIENTAL
Nos primeiros anos de vida da criança tentar minimizar os barulho e o stress. Isto significa diminuir as atividades “violentas”, os jogos eletrônicos, e a televisão.
Incentivar a brincadeira, a imaginação, livros e leitura destes, colorir desenhos, e histórias.
Basicamente, criar, o mais possível, um ambiente calmo e tranquilo.


COMIDA
Esta é a mais difícil de monitorizar, já que o consumo conveniente e a pressão dos colegas significam que a criança vai ser exposta à sedução da “comida de plástico”.

Tentem focarem-se em alternativas naturais, orgânicas e saudáveis.
Se a criança sofrer de mudanças de humor ou alergias pode haver a necessidade de identificarem o problema alimentar e criar um plano mais equilibrado nutricionalmente.

O “Anjo Humano” Indigo Cristal


As crianças Indigo e Cristal não apenas se comportam e pensam de forma diferente que seus predecessores, como são diferentes espiritualmente. Seus corpos subtis estão mais desenvolvidos e elas estão “conectadas” de forma diferente. Por representarem o próximo passo na evolução humana, carregam dentro de suas auras a semente de uma nova e importante energia que está nascendo em nosso planeta.É bem conhecido pela ciência que cada ser humano possui muito mais capacidade cerebral e de ADN, que não é usado, e para o qual não consegue encontrar utilidade. Este ADN “extra” é chamado até de “lixo” ADN. No entanto, não é “lixo” ou capacidade “desperdiçada”, é um potencial inato do ser humano esperando ser activado.
Cada ser humano no planeta tem a capacidade inata de acordar para o seu pleno potencial. Em metafísica descrevemos esta capacidade como o Padrão (Modelo) do Anjo Humano. Os humanos foram programados originalmente para ter percepção total de sua essência divina e de suas origens angélicas. Contudo, como parte da exploração da densidade 3D, os humanos concordaram em ser “desconectados” desta consciência superior, por algum tempo. Isto resultou em parte do padrão ter sido “desligado” para permitir esta fase da evolução dentro da densidade.
Agora, contudo, a humanidade está pronta para se reconectar, havendo explorado a experiência completa dentro da densidade tri-dimensional. Estamos prontos para voltarmos “ao lar”, levando esta experiência ao nosso ser angelical. Estamos prontos para nos reconectarmos. As crianças Índigo e Cristal são a geração que vai estabelecer a ligação. Elas são a Ponte Arco-Írís. Elas nascem com seus padrões angelicais completamente “conectados” e prontos para serem usados!


Os Antigos e os Novos Padrões
O “antigo” padrão humano foi baseado no Sistema de 7 Chakras do Corpo Subtil Energético. Os Chakras levavam as cores como segue:
- Chakra da Coroa: Branco
- Chakra Frontal/Terceiro Olho: Índigo/Violeta
- Chakra Laríngeo: Azul
- Chakra Cardíaco: Verde/Rosa
- Chakra do Plexo Solar: Amarelo
- Chakra Esplênico ou Umbilical: Laranja
- Chakra Básico/Raiz: Vermelho


O novo padrão ou Padrão do Anjo Humano possui Treze Chakras e leva as ondas de cor do seguinte modo:
- Coroa e Cabeça: Ouro e Prata
- Peito Superior Direito: Vermelho
- Peito Superior Esquerdo: Azul
- Coração e Abdomen: Violeta
- Braço e Mão Direita: Vermelho – Violeta
- Braço e Mão Esquerda: Azul – Violeta
- Órgãos Sexuais e Raíz: Vermelho – Laranja
- Quadril e Coxa Direita: Laranja : Orange
- Quadril e Coxa Esquerda: Verde
- Joelhos e Panturrilhas: Amarelo
- Pé e Tornozelo Direito: Laranja – Amarelo
- Pé e Tornozelo Esquerdo: Amarelo – Verde
- Estrela Terrestre: Azul - Verde

Assim é, pois! É por isto que eles são diferentes!


No novo padrão, a energia flui directamente pela espinha abaixo e depois acima e à volta, formando “asas” de energia, como um anjo. Isto significa que o novo “anjo humano” é auto-sustentável energeticamente, e carrega energia em uma vibração e velocidade superior. Por isso as crianças Indigo e Cristal teem mais energia e procuram expressá-la em diferentes maneiras.


Crianças Indigo anseiam vivenciar suas energias com movimento e criatividade, levando-as frequentemente a hiper-actividade e a diagnósticos de TDA (Transtorno do Déficit de Atenção). Não há nada errado com estas crianças, estão simplesmente expressando a energia que flui através delas nestes níveis (de velocidade).
Crianças Cristal, por outro lado, expressam a energia abrandando o físico e concentram-se nos aspectos espirituais e multidimensionais.


A Experiência do “Anjo Humano” Indigo


As crianças Indigo nasceram com seu padrão de 13 Chakras activado. Sua missão é serem destruidores de sistemas, assim sendo, sua energia está focada no mundo exterior.


Elas usam seu fluxo kundalini intensificado para sentir o mundo e mudar energias densas e cristalizadas. Estes anjos humanos precisam de sua hiper-energia para quebrar e mudar os velhos padrões e a densidade da experiência tridimensional humana.
A “raiva” típica do Indigo é uma expressão desta energia estando focada para quebrar velhos sistemas e eliminar velhas energias.
Crianças Indigo precisam de ser ajudadas a entender e equilibrar seus fluxos energéticos, e não a serem medicadas para a “normalidade” com drogas como Ritalin e Prozac. Este tipo de medicamento apenas “desassocia” os Índigos de seu padrão de “anjo humano” e os confina na velha experiência tridimensional.


A Experiência do “Anjo Humano” Cristal


Muitos Indigos estão agora mudando para o estado Cristal, já que o trabalho dos Indigos está amplamente completo. Eles estão-se a juntar aos Indigos.


O “Anjo Humano” Cristal está aqui para trazer a experiência do amor, da paz e da harmonia ao planeta e assim sendo, estes seres não necessitam do intenso foco externo do Índigo. Eles agora buscam equilibrar as energias superiores e inferiores do padrão.
A lentidão do desenvolvimento de muitas crianças Cristais é meramente uma expressão da necessidade de focar o seu kundalini de Anjo Humano entre a percepção humana de 3ª e 4ª dimensão, e os estados multidimensionais angelicais de percepção.
Os adultos que estão passando pelos programas de activação e ascensão estão aprendendo também a trabalhar com um tipo diferente de fluxo da kundalini que é muito mais poderoso e intenso, e a equilibrar suas energias entre os treze chakras.
Todos os humanos têm agora a escolha de activar os treze chakras do padrão de anjo humano. Esta é a dádiva dada pelas Crianças Indigo e Cristal às pessoas mais velhas.


Entendendo as Nossas Crianças


Ao ler este texto, entenda que as Novas Crianças são diferentes. Sua energia é mais refinada e mais intensa.
Elas são mais sensíveis e sentem mais profundamente. Elas entendem quem são e possuem consciência e percepção multidimensionais.
Devemos honrá-las por quem são e o que são, e parar de tentar forçá-las a conformarem-se a paradigmas obsoletos da vida tridimensional.
Celebrem o Novo Anjo Humano que pode ser seu/sua filho(a)!
Loading...