Indigo & Cristal

Indigo & Cristal
POR SERMOS ESPECIAIS
As crianças Índigo denunciam todas as estruturas fracas, frágeis e ultrapassadas existentes na sociedade actual. Com este trabalho os Índigo abrem caminho vibracional para os meninos Cristal. Estes continuarão depois o trabalho com energias mais subtis orientando o futuro de uma forma diplomata e amorosa.

Quando uma criança Índigo perde a ligação com a mãe Terra, perde o seu centro e por isso o seu equilíbrio. Deve nessa altura fazer uma meditação. Utilize sons da natureza para o ajudar a estabelecer a ligação o mais rápido possível. Repita o exercício várias vezes por semana e se possível sempre a mesma hora. Sobre tudo dê o exemplo, já que é por exemplo demonstrado que pode conseguir com paciência que este exercício passe a fazer parte integrante do dia a dia da criança ou jovem adolescente.

Uma criança Cristal perde o centro se exposta a situações que provocam o encerramento do chakra do coração, ou exposta a situações que perturbem gravemente o seu sistema emocional. Para equilibrar o seu sistema, este deve ficar mais tempo ligado à natureza.

A vibração índigo, centrada no 3º chakra tenta estar em contacto com tudo o que o rodeia e tem a capacidade de perceber tudo com verdade. A vibração Cristal quer deixar o individual e mudar para a perspectiva grupal, estão centrados no chakra do coração. A criança Cristal está centrada no coração por isso mais perto das emoções.

Tem um estreito contacto com tudo o que vive e se manifesta no planeta.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

PROTÓTIPOS DE UM NOVO CICLO


Alguns ramos da Tradição afirmam que atualmente na terra vive a 5a a raça, a Ariana e que
esta sucedeu a raça ATLÂNTIDA. Também afirmam que antes desta já existiram as raças Lemuriana, Godwana e Hiperbórea. Muitas doutrinas afirmam isso, porém foi através das revelações feitas pela Madame BLAVATSKY, fundadora da Teosofia, baseada no Livro Sagrado "AS ESTÂNCIAS DE DZYAN”, que esse conhecimento se tornou mais generalizado no mundo ocidental. Após a submersão da Atlântida foi estabelecida a 5a. raça a qual é constituída pela humanidade actual.
No tema CICLOS DE CIVILIZAÇÕES nos reportamos a esse assunto e dissemos que as citadas
raças anteriores quase não deixaram indícios de sua existência na terra por razões já mencionadas antes. Dissemos também o que normalmente acontece após o ocaso de uma ciclo e o comportamento da civilização seguinte.
Nem sempre a extinção de uma raça é cataclísmico, como aquela que aconteceu na Atlântida. Mesmo quando o fim é cataclísmico a raça não desaparece totalmente, pois sempre há possibilidades de alguns remanescentes se estabelecerem em lugares distantes dos núcleos da catástrofe.
Nas últimas palestras estivemos analisando a situação em que nos encontramos, e vimos que
todas as situações reinantes conduzem para um único objetivo que é o término do atual ciclo de civilização. Fizemos ver que, seja qual fora a direção tomada, o planeta, no que diz respeito a seus habitantes e maneira de vida, estará totalmente mudado dentro de algumas décadas. Não é possível se dizer qual dos problemas atuais originará o rápido declínio desta aparente monumental civilização, pois são inúmeros os perigos com que ela se defronta, e assim sendo, se a causa da destruição não for uma, será outra, ou mesmo a combinação de várias delas. Necessariamente não será uma catástrofe instantânea em medida de tempo humano. Queremos dizer, pode não ocorrer semelhante àquela ocorreu na Atlântida, quando toda aquela civilização foi aniquilada em apenas uma noite. É possível que aquela que purificará este planeta na atualidade seja uma catástrofe progressiva mesmo que ao cabo de algumas décadas haja ocorrida uma transformação tão grande que nada mais reste dos pseudovalores desta civilização. Em tempo sideral podemos dizer que o fim já está em curso, pois décadas significam apenas instantes siderais, por isso podemos dizer estamos vivendo os instantes finais da 5a raça.
Já estamos mergulhados profundamente numa catástrofe exterminadora, ou com certeza purificadora. Os problemas vão se somando de tal forma que cada dia que passa registram-se problemas estarrecedores. São cardumes de peixes eliminados, nuvens de pássaros morrendo, espécies inteiras de animais sendo aniquiladas, estado de fome progressivamente crescente eliminando milhares de pessoas em todo o mundo; doenças incuráveis surgindo; revoluções, seqüestros, assassinatos, guerras sucessivas;
atentados, etc. Um processo de desgaste está se avolumando à cada dia. De um ano para outro a produção mundial de alimentos está mais comprometida e sendo drasticamente reduzida pelo que milhões de pessoas estão sujeitas a morrerem irremediavelmente. No passado uma comunidade produzia praticamente tudo aquilo que ela precisava, tinha auto-sobresistência garantida. Hoje, com as metrópoles do mundo inteiro, o quadro é aterrador e poucas pessoas se apercebem disso, pois cerca de 75% do povo da terra vive em gigantescos centros que nada produzem no tocante a alimentos. Numa crise instantânea, em menos de uma semana, milhões de pessoas podem morrer de fome. Poucas pessoas sabem que menos de uma dúzia de nações no mundo são exportadoras de alimentos e o que é aterrador, as reservas alimentares existentes em toda terra atenderiam à humanidade por SEIS DIAS apenas. Isto quer dizer, se a produção diária de alimentos cessasse por uma semana a fome imperaria no mundo, e se ela se prolongasse por uns TRINTA DIAS, por certo, menos de 30% das pessoas sobreviveriam. Em passado recente a dependência do homem era infinitamente menor, possivelmente vários meses sem produção não afetariam a humanidade de uma forma tão catastrófica.
Deixemos a mercê do pensamento de cada um a análise dos inúmeros perigos que envolvem a humanidade actual, porém existem perigos que ainda nem ao menos podemos prever e muito menos sequer encontrar uma forma de saída.
Em palestra anterior dissemos que evidentemente quase nada pode ser feito para salvar esta civilização. Só a nível global com a transformação da maneira de ser e da eliminação do egrégora negativo, isto seria possível, mas infelizmente isso é basicamente impraticável. A única solução seria uma modificação da maneira de ser, agir, e pensar, de todos os seres humanos. Mas se isso viesse a acontecer implicaria numa modificação de tal magnitude que a raça já não seria estruturalmente a mesma.
Se compararmos todas as profecias, todos os informes oriundos dos Grandes Mestres, toda a
Sabedoria Arcana proveniente do passado remoto da terra, podemos dizer que o fim é inexorável e que a hora final já chegou.
Não acreditamos num holocausto nuclear total porque isto levaria à extinção de toda a vida na terra e existem leis na natureza que dificultam um acontecimento daqueles. Também é importante que se tenha em mente que existem MENTORES ESPIRITUAIS que dirigem, dentro de certos limites, o desenvolvimento planetário e um holocausto daquela magnitude, sem dúvida, frustraria a sequência planejada para a sucessão de espíritos que necessariamente virão se desenvolver. Mas, mesmo com o auxílio daqueles mentores não está absolutamente afastada a possibilidade de uma catástrofe aniquiladora.
Muitos dirão que Deus tem capacidade para deter o fim. Isto é verdade, porém não devemos esquecer que Ele rege o Universo por leis imutáveis e não por decretos momentâneos. O PODER SUPERIOR programou o desenvolvimento global do Universo em forma de leis, deixando todas as alternativas viáveis e conseqüentemente o resultado final será exatamente um daqueles programados. O que a humanidade está passando é simplesmente fruto da sua própria conduta, é a LEI CÓSMICA se cumprindo, não são mandatos momentâneos de DEUS. A LEI CÓSMICA tem possibilidade de se fazer cumprir de várias maneiras, porém seja qual for a maneira ela resulta de uma alternativa escolhida, portanto do "querer" dos espíritos. De uma certa forma a evolução de qualquer raça segue o seu curso sem interferência direta do PODER SUPERIOR.
Há o livre arbítrio e por ele o homem está sujeito a errar por conta própria, a errar destruindo um, destruindo vários indivíduos, destruindo uma civilização inteira e até mais, sem que ocorra interferência divina direta.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Loading...